plataforma para cadeirante

Os cadeirantes e as pessoas com dificuldades de locomoção terão acesso aos gabinetes dos vereadores (andar superior) com a implantação da plataforma elevatória para cadeirantes. Atualmente, os munícipes com estas dificuldades só tem acesso ao prédio através de uma rampa móvel. A previsão é que até o final do ano a plataforma esteja funcionando.

A implantação da plataforma elevatória para cadeirantes faz parte do pacote da reforma do prédio da Câmara proposto pelo presidente do Legislativo, Lúcio da Pastelaria (PSDB), que tem como objetivo atender uma ordem judicial.

A reforma do prédio inclui a colocação de caixas d´água para instalação de hidrantes (exigência do Corpo de Bombeiros), implantação de plataforma elevatória para cadeirantes, troca da cobertura de policarbonato, pintura interna e externa.

Desde o início do mandato, em janeiro deste ano, o presidente tem priorizado os gastos para esta reforma...

Leia mais >

audiencia publica

 Hoje, 17, às 19 horas, a Câmara Municipal de Caçapava vai realizar a segunda audiência pública para discutir o projeto de Lei Complementar nº 06/2017, de autoria do vereador Lúcio da Pastelaria (PSDB).

A proposta do vereador Lúcio tem como objetivo autorizar a utilização do endereço residencial para entrega de correspondências e cadastro dos representantes comerciais. “Nosso objetivo é atualizar a lei 109/1999 e permitir que o endereço residencial do profissional de vendas possa ser utilizado para entrega de correspondências, sendo proibida a atividade comercial no local”, explicou o vereador.

Qualquer cidadão pode participar, mediante inscrição e apresentação do titulo de eleitor. O projeto está à disposição no site e na Secretaria da Câmara Municipal de Caçapava.

Leia mais >

recesso parlamentar

A Câmara de Caçapava realizou nesta terça-feira, 11, a última sessão ordinária, antes do recesso parlamentar (18 a 31 de julho), previsto no Regimento Interno do Legislativo.

Em Caçapava, o recesso parlamentar é 13 dias. Durante o recesso, os funcionários e os vereadores trabalham normalmente, apenas não são realizadas as sessões ordinárias.

A próxima sessão ordinária será realizada no dia 1° de agosto, às 17h30.  As sessões ordinárias são abertas ao público e transmitidas ao vivo neste site,

Leia mais >

mini-Fachada Camara

Confira em Ordem do Dia os projetos discutidos e votados pelos vereadores na sessão de ontem, 11.  Acompanhe o trabalho dos dez vereadores.

Leia mais >

mini-5 audiencia

Nesta segunda-feira, 10, a Câmara Municipal de Caçapava realizou  uma audiência pública para discutir dois projetos de Lei Complementar que alteram o zoneamento, uso e ocupação do solo do Município.

O vereador Miltinho (Podemos), autor do projeto de Lei Complementar nº 05/2017, solicitou a suspensão da discussão da proposta. “Pretendo melhorar este projeto e devo apresentar um substitutivo em sessão ordinária”, justificou.

Também foi discutido o projeto de Lei Complementar nº 06/2017, de autoria do vereador Lúcio da Pastelaria (PSDB). A proposta do vereador Lúcio tem como objetivo autorizar a utilização do endereço residencial para entrega de correspondências e cadastro dos representantes comerciais.

“Nosso objetivo é atualizar a lei 109/1999 e permitir que o endereço residencial do profissional de vendas possa ser utilizado para entrega de correspondências, sendo proibida a atividade comercial no local”, explicou o vereador.

O engenheiro Alexandre Dini...

Leia mais >

audiencia publica

Hoje, 10, e dia 17 de julho, às 19 horas, a Câmara Municipal de Caçapava vai realizar audiências públicas para discutir dois projetos de Lei Complementar que alteram o zoneamento, uso e ocupação do solo do Município.

Será discutido o projeto de Lei Complementar nº 05/2017, de autoria do vereador Miltinho (Podemos) e o projeto de Lei Complementar nº 06/2017, de autoria do vereador Lúcio da Pastelaria (PSDB).

A proposta do vereador Lúcio tem como objetivo autorizar a utilização do endereço residencial para entrega de correspondências e cadastro dos representantes comerciais. “Nosso objetivo é atualizar a lei 109/1999 e permitir que o endereço residencial do profissional de vendas possa ser utilizado para entrega de correspondências, sendo proibida a atividade comercial no local”, explicou o vereador.

Qualquer cidadão pode participar, mediante inscrição e apresentação do titulo de eleitor.  Os projetos estão à disposição no site e na Secretaria da Câmara Mu...

Leia mais >